Jornal de Notícias



“São os cortes. Para poupar meios hospitalares no transporte secundário, porque o hospital teria que mobilizar uma ambulância medicalizada com equipa do hospital para transportar para outro hospital. Como as equipas das urgências foram reduzidas a baixo dos mínimos não há meios, então utilizam-se os meios do INEM para "poupar” à custa das pessoas”, explicou.


Jornal de Notícias