A Administração Regional de Saúde (ARS-N) anunciou esta terça-feira que subiu para 15 o número de casos de brucelose registados em Baião e que cinco pessoas tiveram de ser hospitalizadas.

Segundo um comunicado daquele organismo, os casos hospitalizados apresentam «um quadro clínico estável».

Na segunda-feira, a ARS-N admitiu a existência de 13 casos, quatro dos quais internados em dois hospitais do Porto.

O surto terá origem no consumo de queijo fresco preparado de forma artesanal.

Na comunicação, admite-se que, devido ao início insidioso da doença e ao longo período de tempo que decorre entre a entrada da bactéria no organismo humano e o início dos sintomas, «novos casos de doença poderão ser identificados», cita a Lusa.

«A Autoridade de Saúde Local mantém permanente atenção à evolução do surto e, em articulação com os responsáveis pelas unidades prestadoras de cuidados de saúde destes concelhos, assegura a capacidade de resposta face à presente situação», lê-se no comunicado.

A ARS-N assinala que à resposta local «associa-se um dispositivo de articulação, no âmbito da investigação epidemiológica, entre a Autoridade de Saúde Regional, a Direção de Serviços de Alimentação e Veterinária do Norte e a Divisão de Alimentação e Veterinária do Porto».