Uma menor que está internada no hospital de Santa Maria, em Lisboa, depois de ter sido arrastada por um comboio em Sacavém, é fugitiva de uma instituição para jovens, disse à Lusa fonte da PSP.

De acordo com a mesma fonte, a rapariga, que está em estado grave, fugiu de um colégio, situado na margem sul do Tejo.

«A jovem já foi identificada. O que sabemos é que terá fugido de um colégio na margem sul e que, no dia 18, terá caído à linha do comboio em Sacavém, encontrando-se em estado grave em Santa Maria», disse.

O Correio da Manhã noticiou na segunda-feira que uma menor, com cerca de 13 anos e não identificada, está internada desde a semana passada no hospital, com ferimentos graves, depois de ter caído numa linha de comboio em Sacavém e sido arrastada.

Durante vários dias a jovem ficou por identificar, não tendo recebido quaisquer visitas no hospital, referiu o jornal.

Contactada pela agência Lusa, a PSP disse que o acidente aconteceu às 22:40 de quarta-feira da semana passada e que a polícia continua a investigar o caso.

A Lusa contactou o hospital de Santa Maria que confirmou apenas a presença da menor naquela unidade hospitalar desde o dia 18 deste mês.