A Direção-Geral da Saúde (DGS) garantiu esta quinta-feira que o período epidémico da gripe já terminou e que a mortalidade voltou aos valores normais.

Em comunicado, a DGS afirma que a taxa de incidência de gripe está a diminuir há duas semanas consecutivas e apresenta «tendência decrescente», indicando que «o período epidémico da gripe já terminou».

Na semana de 2 a 8 de março (décima semana do ano), o número de óbitos registado por «todas as causas» situa-se nos valores considerados normais de mortalidade para a época.

A DGS prevê que esta situação se mantenha, pondo fim ao excesso de mortalidade que se registou e que esteve associado ao frio extremo, ao aumento da incidência de infeções respiratórias agudas e à atividade gripal.

O último Boletim de Vigilância Epidemiológica da Gripe, de 5 de março, dava conta de que desde o início da época de vigilância deram entrada nos hospitais da rede 84 doentes com gripe, a maioria com o vírus B e com doença crónica subjacente, sendo que catorze pacientes morreram.

O excesso de óbitos voltou a ser observado entre idosos, com 75 ou mais anos, nas regiões do Norte e Centro.