O ministro da Saúde, Paulo Macedo, esclareceu esta sexta-feira que os utentes que optarem por realizar colonoscopias nos novos prestadores de serviços de saúde terão a opção de efetuar o exame com sedação.

Em Coimbra, à margem da sessão de abertura das XXV Jornadas Internacionais de Oftalmologia, onde entregou a Medalha de Ouro do Ministério da Saúde à Faculdade de Medicina, Paulo Macedo disse que os utentes terão ao seu dispor "as duas possibilidades, com ou sem sedação, com preços distintos, exatamente como no setor público".

Cerca de 170 prestadores de cuidados de saúde, 16 dos quais em Lisboa, apresentaram propostas ao concurso para a realização de colonoscopias através do Serviço Nacional de Saúde (SNS), segundo dados da Administração Central dos Sistemas de Saúde (ACSS).

"Tivemos manifestação de interesse de um conjunto muito significativo de prestadores que poderá aumentar a oferta em termos absolutos, diminuindo os tempos de espera, mas também dando uma nova dimensão geográfica", salientou Paulo Macedo.


Segundo o ministro da Saúde, segue-se agora os procedimentos de apuramento dos interessados e, se não existirem reclamações ou impugnações, os novos prestadores poderão iniciar as convenções "muito em breve, dentro de um, dois meses".

Foram apresentadas 170 propostas, das quais 16 referentes ao distrito de Lisboa - o que "poderá triplicar o número de prestadores na capital" -, onde o tempo de espera não "é razoável", de acordo com o governante, 43 no Porto e 24 em Coimbra.