Os médicos vão passar a fazer testes para avaliar os conhecimentos ao longo da carreira. A medida está prevista no novo estatuto da ordem e segundo o bastonário, o objetivo é aumentar a segurança dos doentes.

Segundo escreve o Diário de Notícias, os profissionais em exercício deverão fazer provas periódicas, de cinco em cinco anos, por exemplo.

Este modelo será inicialmente voluntário, mas em casos de maior risco ou de afastamento prolongado da prática clínica, a ordem pode tomar a iniciativa.

Atualmente, depois de obterem o grau de especialistas, os médicos deixam de estar obrigados a prestar provas.