O medicamento Sinemet, para o tratamento da doença de Parkinson, está em rutura de stock, informou hoje o Infarmed que diz estar à procura de alternativas para os doentes, tendo já marcado uma reunião com empresas de medicamentos.

Segundo a Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed), a falta deste medicamento foi detetada em 45 países, incluindo os Estados Unidos da América e o Canadá e deve-se a “um problema no local de fabrico”.

O Infarmed (…) convocou as empresas com medicamentos destinados ao tratamento da Doença de Parkinson para uma reunião na sexta-feira. Neste encontro estarão ainda presentes associações de doentes e sociedades científicas”, refere o comunicado.

No final da reunião serão prestados esclarecimentos pelo conselho diretivo do Infarmed.