O tempo de espera para cirurgia dos doentes oncológicos nas unidades da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo será, até ao final do ano, inferior a 90 dias e diminuirá 40 dias nas outras áreas cirúrgicas, escreve a Lusa.

O anúncio foi feito esta quarta-feira pelo presidente da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARS-LVT) durante a cerimónia de assinatura dos contratos programa com os hospitais desta região.

De acordo com Rui Portugal, os contratos agora firmados com os 17 hospitais irão permitir que, na área oncológica, os doentes não esperam mais do que 90 dias por uma cirurgia.

Todos vão esperar menos

Os outros doentes inscritos para cirurgia também deverão esperar menos por uma operação até ao final do ano, estimando-se uma diminuição de 210 para 170 dias de espera.

A ARS-LVT foi a primeira a fechar o processo de contratualização com os hospitais para 2009 através da qual estes se comprometem a realizar 3.612.483 consultas externas, das quais 1.023.170 serão primeiras consultas.