As caminhadas "Pequenos Passos, Grandes Gestos", promovidas desde 2010 pelo Núcleo Regional do Centro da Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC), já angariaram cerca de 113 mil euros e contaram com a participação de mais de 50 mil pessoas.

As caminhadas, que já contam com cinco edições realizadas, registaram um crescendo desde 2010, tendo recebido uma "resposta muito grande de solidariedade de mais de 50 mil pessoas", disse à agência Lusa a coordenadora regional do Movimento Vencer e Viver da LPCC, Olga Braz Pereira.

Os cerca de 113 mil euros já angariados permitem implementar projetos de apoio à mulher com cancro da mama, como o rastreio, que é feito "em todos os concelhos da zona Centro", e o apoio "social na compra de medicamentos, transporte e na resolução de outros problemas que afetam as doentes", sublinhou.

"O rastreio tem permitido o diagnóstico de centenas de cancros", apontou, considerando que, face à constatação de que "há cada vez mais casos e de pessoas cada vez mais jovens", o apoio ao trabalho em torno do cancro "é muito importante", bem como a sensibilização para o diagnóstico precoce - um dos objetivos da caminhada.

Segundo Olga Braz Pereira, as pessoas "têm abraçado esta iniciativa", havendo o envolvimento de "entidades, instituições, empresas e particulares".

A 6.ª edição das caminhadas decorre às 15:00 de 03 de outubro, mês internacional de prevenção do cancro da mama, realizando-se na zona Centro em Aveiro, Castelo Branco, Coimbra, Covilhã, Guarda, Leiria e Viseu.

As caminhadas são organizadas pelas extensões locais do Movimento Vencer e Viver da LPCC, que é uma plataforma que procura apoiar a mulher desde o momento em que lhe é diagnosticado um cancro da mama, baseando-se no contacto entre a mulher que se encontra a viver essa situação e uma voluntária que já vivenciou uma situação semelhante.