O bastonário da Ordem dos Farmacêuticos enalteceu esta quarta-feira a retoma do programa troca de seringas e o acompanhamento de doentes com diabetes, no âmbito acordo assinado esta quarta-feira entre o Ministério da Saúde e a Associação Nacional de Farmácias (ANF).

Carlos Maurício Barbosa elegeu estes dois pontos do protocolo, considerando que os mesmos contribuem para a melhoria da saúde dos portugueses.

Em relação ao programa de troca de seringas, que tinha sido descontinuado e vai agora ser retomado, o bastonário sublinhou que este contribui para evitar infeções, o que aumenta a segurança da população.

Sobre o acompanhamento dos diabéticos, Carlos Maurício Barbosa afirmou que tal irá proporcionar um maior equilíbrio a estes doentes, uma vez que permite monitorizar a terapêutica, entre outros pontos, e referenciar os casos que se apresentem graves.

«Este protocolo incorpora uma série de serviços na área de saúde pública fundamentais para os cidadãos e o país», disse.

O acordo determina ainda que as farmácias que aumentarem a quota de medicamentos genéricos vão receber incentivos financeiros, que serão ainda definidos no futuro.

O Ministério da Saúde pretende atingir uma quota de mercado dos medicamentos genéricos de 60%, quando atualmente ronda os 45%.

Para já, no âmbito do acordo assinado esta quarta-feira

, avançam nas farmácias os programas de troca de seringas, a administração terapêutica de substituição opiácea e a vigilância da diabetes.

Durante mais de um ano, estes serviços serão prestados sem quaisquer custos pelas farmácias, havendo uma avaliação dos ganhos que estes programas trazem à população.