A Câmara de Amares, no distrito de Braga, anunciou esta quinta-feira que vai pagar duas doses da vacina contra a meningite tipo B, infeção que pode ser mortal, a todas as crianças até dois anos de idade.

“A medida destina-se a todas as famílias amarenses, independentemente da sua situação socioeconómica”, referiu a autarquia, em comunicado enviado à agência Lusa.

Comercializada há mais de um ano em Portugal, esta vacina contra a meningite tipo B, com cada dose a custar 98,36 euros, não está incluída no Programa Nacional de Vacinação, nem tem qualquer comparticipação, sendo um medicamento sujeito a receita médica.

A autarquia entendeu que esta medida é uma forma de garantir o acesso à saúde a todas as crianças do concelho, sendo um “investimento muito importante”.

“Sabemos que, por vezes, os pais, independentemente da sua condição socioeconómica, e porque não estão ainda devidamente informados relativamente aos benefícios que esta vacina traz para a saúde dos seus filhos, optam por não vaciná-los”, frisou a vereadora da Ação Social, Cidália Abreu.

A autarca salientou que “normalmente, os mais afetados por esta doença são os latentes" e que "está provado" que são também estes que retiram mais benefícios com a vacina. "Daí termos optado por estas duas doses nesta faixa etária”, disse.

Esta proposta, aprovada por unanimidade em reunião do executivo municipal, vai ser apresentada em assembleia municipal no próximo mês de novembro.

Segundo o esquema vacinal aprovado pela Agência Europeia do Medicamento, a vacina contra a meningite B requer duas ou quatro doses, com intervalos mínimos de um a dois meses, dependendo da idade da criança a vacinar.

A taxa de letalidade da meningite situa-se entre os cinco e os 14%, sendo que 11 a 19% sobrevivem com alguma sequela a longo prazo.