Cerca de 150 alunos e professores da Faculdade de Economia e Gestão da Universidade Nova de Lisboa manifestaram durante o fim de semana sintomas de indisposição gastrointestinal, encontrando-se as autoridades de saúde a investigar o caso.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a Faculdade garante que a situação “está a ser acompanhada pelas autoridades de saúde desde o primeiro momento”, tendo sido recomendada a continuação do normal funcionamento da instituição.

Segundo a Faculdade, na manhã de segunda-feira “verificou-se uma incidência anormal de casos de indisposição” na Faculdade, com sintomas de vómitos e diarreia, que afetaram alunos, professores e colaboradores, num total de cerca de 150 pessoas.

“As análises à rede predial de água realizadas no Instituto Nacional de Saúde Ricardo Jorge demonstram parâmetros normais.


Prosseguem, neste Instituto, as investigações a alimentos entretanto recolhidos no local”, adianta a nota da Nova School of Business and Economics – Faculdade de Economia e Gestão.