Um foco de incêndio deflagrou num avião da Sata Internacional, esta segunda-feira, quando o aparelho já estava estacionado na pista do aeroporto de Lisboa. Não há feridos.

O fogo, junto ao trem de aterragem do Airbus 320, foi imediatamente extinto pelos bombeiros, desconhecendo-se as causas da ignição.

“Depois da aeronave estacionada, e quando os passageiros desembarcavam pela porta da frente, foi detetado um pequeno incêndio no hidráulico do trem [de aterragem]”, afirmou à agência Lusa António Portugal, porta-voz do grupo SATA, acrescentando que o fogo foi “prontamente apagado pelos bombeiros”.

O porta-voz da SATA referiu que, neste momento, estão a ser verificados pelos serviços de manutenção da companhia aérea “eventuais danos que possam existir no trem de aterragem”, pelo que a “explicação [para a situação] só será dada tecnicamente depois de analisadas as causas”.

António Portugal explicou que, “por razões de segurança”, foram acionadas as mangas nas portas traseiras do avião.

O voo F4220 partiu de Ponta Delgada pelas 08:25 locais e aterrou às 11:40 em Lisboa. Segundo fonte da TVI24, estavam a bordo 165 passageiros e seis tripulantes. Não se registaram quaisquer incidentes com os passageiros e, inclusive, as bagagens já foram entregues.