Dois tripulantes de um veleiro à deriva ao largo da Ilha das Flores, nos Açores, foram salvos na quinta-feira pela Marinha e Força Aérea portuguesas.

«Face à previsão de agravamento das condições meteorológicas, foi, de imediato ativado o helicóptero EH-101 e o avião C-295 da FAP para resgatar os tripulantes, tendo um deles suspeita de fratura das costelas. Os tripulantes foram resgatados a meio da tarde, em condições muito adversas, com ventos na ordem dos 80km/h e ondulação de 08 a 10 metros», pode ler-se no comunicado da Marinha. Os dois tripulantes foram depois encaminhados para o hospital de Ponta Delgada.

O pedido de ajuda chegou na manhã de quinta-feira. Os tripulantes, de nacionalidade sueca, seguiam a bordo do barco com o nome «Chilom», com o motor avariado, sem energia e com as velas danificados.

O veleiro, registado em Gibraltar, largou das Bermudas a 19 de setembro em direção aos Açores, tendo sido surpreendido pelo mau tempo já na fase final da viagem.