Dois náufragos portugueses foram este sábado resgatados, depois de a embarcação de recreio em que seguiam se ter afundado a 46 quilómetros a oeste de Leixões, informou a Marinha.

A autoridade marítima recebeu pelas 17:00, via rádio, o alerta de afundamento da «D. Pestana», tendo comunicado a duas outras embarcações mais próximas - uma de pesca portuguesa e um navio mercante espanhol - para se dirigirem para o local do acidente.

Uma hora depois, a embarcação de pesca «Coral» resgatou os dois náufragos, que já se encontravam numa balsa salva-vidas, e transportou-os até ao Porto de Leixões, sem que tenham necessitado de cuidados médicos.

Na operação, orientada pelo Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo de Lisboa, em articulação com o capitão do Porto de Leixões, foram ainda empenhadas uma embarcação salva-vidas do Instituto de Socorros a Náufragos e uma outra da Polícia Marítima, de acordo com a Marinha portuguesa.