A página do Football Leaks voltou a fazer publicações mais de dois anos depois e para provocar a Polícia Judiciária portuguesa.

Após as notícias sobre a identidade do hacker, que alegadamente terá acedido aos e-mails do Benfica, a página escreveu: "PJ, à minha procura".

O autor da frase terminou ainda com o hashtag #catchmeifyoucan, ou seja, "apanhem-me se puderem".

Rui Pinto, de 29 anos, vive fora de Portugal e é o alegado autor dos roubo dos e-mails ao Benfica, avançou a revista Sábado, estando agora na mira da Polícia Judiciária e do Ministério Público. O jovem português, que está envolvido no Football Leaks, tendo revelado informações do fundo de jogadores Doyen Sports, e ainda de FC Porto, Sporting e Benfica, já teve como advogado Aníbal Pinto, que esta quinta-feira na TVI24 falou desse processo.

O advogado diz que não reconhece "capacidades informáticas" a Rui Pinto e que ficará surpreendido se ele estiver envolvido nisto.

O caso em que Aníbal Pinto foi advogado de Rui Pinto, no qual o jovem foi interrogado por um desfalque de 270 mil euros ao Caledonian Bank, sediado nas Ilhas Caimão, não chegou a julgamento, tendo sido arquivado.

LEIA TAMBÉM: