O presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira, alertou hoje para o que disse serem números crescentes de casos de pessoas que abandonam os familiares nos hospitais, sem que sejam encontradas no momento da alta.

À margem da cerimónia de entrega de próteses auditivas a idosos abrangidos pelo projeto INCLUIR no Centro Social do Cerco, o autarca foi questionado pelos jornalistas acerca do caso de uma mulher esta semana no Porto, mas disse desconhecer essa situação específica.

No entanto, Rui Moreira referiu-se a outros fenómenos, em que familiares abandonam pessoas nos hospitais e «quando subitamente têm alta não aparecem os familiares para os irem buscar».

«Isso é uma situação que - essa sim - é-nos retratada muitas vezes pelos diretores dos hospitais com grande preocupação. Subitamente os familiares que levaram lá o doente desapareceram. É crescente o número de casos e demonstra exatamente a dificuldade por que as pessoas passam e demonstra também a necessidade que há de reforçar a rede social», afirmou o presidente da Câmara do Porto.