O presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, disse hoje que a EDP suspendeu os cortes de eletricidade nos bairros sociais da cidade, reconhecendo que «era preciso reequacionar o problema».

«A EDP anunciou que iria suspender de momento esses cortes», disse o autarca, que hoje visitou as sete freguesias da cidade e que pretende dedicar as sextas-feiras ao contacto «com todos os eleitos» nas juntas.

Rui Moreira respondia assim a perguntas sobre os cortes no fornecimento de eletricidade que decorreram na passada semana nos bairros de Campanhã e Contumil, sob vigilância policial e sem ter sido dado conhecimento à autarquia.

«Aquilo que a EDP reconheceu foi que, não tendo nós sido informados, sendo uma área particularmente sensível da cidade, era preciso reequacionar o problema», afirmou Moreira no final da visita à freguesia de Campanhã.

O independente assinalou ainda que «estão a decorrer neste momento contactos com a EDP».

Já na passada semana, e após os contestados cortes em dois bairros sociais da cidade, Rui Moreira havia criticado o facto de não ter sido informado pela EDP sobre as ações que a empresa tinha preparado.

«A câmara do Porto e os seus eleitos devem ser informados, pelo menos, previamente do que sucede. E nós não fomos informados. O povo do Porto não pode ser informado através dos fornecedores de serviços daquilo que lhes vai acontecer. Não podemos ser informados através da comunicação social em situações desta natureza», disse então.

Quanto às visitas que irá a partir de agora realizar às juntas de freguesia, Moreira salientou que a iniciativa de hoje visou dar «um sinal» de que o seu executivo «tem muito respeito pelas freguesias enquanto órgãos de soberania autónomos».

«É assim que seguramente poderemos fazer mais pela cidade e também as juntas de freguesia poderão fazer mais pelos seus fregueses», disse.