A Rua de Santos Pousada, no Porto, está desde a manhã de segunda-feira cortada ao trânsito entre a Rua de Moreira e Rua Firmeza, devido a uma instabilidade no subsolo verificada a sete metros de profundidade, informou a Câmara do Porto.

Segundo nota publicada, a autarquia informa ter procedido ao "corte imediato da circulação automóvel nesta artéria" e que a Polícia Municipal está no local a acompanhar a situação.

A situação foi "reportada pela empresa municipal Águas do Porto", que se apercebeu da instabilidade durante a "perfuração horizontal para instalação de um tubo de saneamento na Rua da Póvoa".

Em concreto, lê-se ainda na nota da autarquia, os trabalhadores depararam com "a existência de um oco no subsolo a uma profundidade de sete metros", sendo "que a deficiência, ao que tudo indica, desenvolve-se até à estrutura do pavimento e estará já a originar abatimentos visíveis na faixa de rodagem".

A autarquia avança que, de acordo com o que foi possível apurar, "não existem indícios que permitam relacionar o vazio no subsolo agora detetado com trabalhos anteriormente executados no local".

De modo a proceder-se "à execução de um levantamento técnico para apurar as causas do sucedido e corrigir-se a irregularidade" foi necessário "abrir uma vala em toda a largura da faixa de rodagem, numa extensão aproximada de 15 metros", explicou a autarquia.

A duração da intervenção a realizar-se agora no local depende diretamente do que for identificado", indica a nota na página oficial da câmara.