Várias garagens de cinco prédios de Bragança foram assaltadas e vandalizadas durante a madrugada desta quarta-feira, sobretudo com danos em portas e o furto de uma viatura. Um segundo veículo, que estava estacionado na via pública, na mesma zona, foi também furtado.

A PSP tem estado ao longo do dia a contabilizar os danos dos assaltos, que terão começado a ser detetados, por uma das vítimas, por volta das 08:00, de acordo com o comandante distrital, Amândio Correia, que explicou à Lusa que o alvo foram várias garagens em cinco prédios da Avenida Brigadeiro Figueiredo Sarmento.

De acordo com as autoridades, os danos são sobretudo ao nível do arrombamento de portas das garagens e viaturas, tendo sido furtado do interior de uma delas um automóvel, 12 euros deixados numa bolsa de uma bicicleta, 40 euros de um porta-moedas num dos carros e ferramentas.

O comandante apelou a todos os lesados neste tipo de situações que “quando constatarem ou tiverem qualquer suspeita, que contactem de imediato a polícia, porque algumas horas depois dos factos é mais difícil” a investigação.

A ocorrência desta quarta-feira junta-se a outros assaltos ocorridos nos últimos meses na cidade de Bragança em estabelecimentos, bares, cafés.

Entre dezembro e fevereiro, houve cinco assaltos a cafés, de acordo com o comandante, sendo que um dos estabelecimentos foi assaltado duas vezes num curto espaço de tempo.

Nas restantes queixas feitas junto da PSP, os larápios visaram essencialmente máquinas de tabaco. Estes assaltos coincidiram com quatro roubos na zona do Instituto Politécnico de Bragança, no mesmo período de tempo.

O comandante Amândio Correia garantiu à Lusa que, ainda assim, as estatísticas da criminalidade em Bragança continuam a registar uma redução, lembrando que 2015 foi o ano do milénio com a maior redução de crimes na área de intervenção da PSP, que são as cidades de Bragança e Mirandela.

“Este ano, nos dois primeiros meses, verifica-se ainda mais redução, quando comparado com o mesmo período do ano passado”, afirmou.