A GNR confirmou, esta sexta-feira, que dois militares da guarda e um civil foram constituídos arguidos no âmbito de uma investigação ao furto de bicicletas após um acidente na Autoestrada 7 (A7), no distrito de Vila Real.

O major Marco Cruz, relações públicas da GNR, afirmou à agência Lusa que o Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Vila Real está a investigar o desaparecimento de algumas bicicletas durante um acidente que ocorreu em março de 2015 na A7, na zona de Ribeira de Pena.

No âmbito dessa investigação, dois militares e um civil foram constituídos arguidos.

Os dois guardas pertencem à unidade de trânsito da GNR de Chaves.

Marco Cruz referiu que, no âmbito da investigação ainda em curso, “foram já carregadas provas para o processo”.

O responsável referiu ainda que a nível interno da GNR está a decorrer um processo disciplinar aos dois militares.

O acidente envolveu um veículo que transportava bicicletas e a empresa proprietária acabou por apresentar queixa pelo desaparecimento de algumas.