Chegámos à Marinha Grande. No caminho para a Praia das Pedras Negras é impossível não ficar rendido à beleza deste pinhal verde que nos abraça a cada minuto. Foi mandado construir no início do século XIII para travar a degradação das dunas.

Depois de contemplar a natureza, é altura de ir à praia. De um lado, a deserta e discreta Pedras Negras, mais à frente a movimentada Vieira.

Reza a lenda que nos dias de nevoeiro passa pela praia das Pedras Negras um cavaleiro que estava às ordens de Afonso henriques, num cavalo branco com a sua moura encantada. 

Na Praia da Vieira, há as varinas do carapau enjoado. Sempre em grande algazarra, disputam clientes, o nosso microfone e a objetiva da câmara. O carapau é enjoado mas abre o apetite para o almoço. E esta praia, dizem os populares, come-se o melhor arroz de marisco de Portugal.