Centenas de pessoas concentraram-se, no sábado à noite, na zona ribeirinha de Portimão, numa vigília em memória do jovem Rodrigo Lapa, encontrado morto na quarta-feira passada, perto da casa onde vivia em Portimão.

A concentração popular foi convocada pelos colegas e amigos do jovem de 15 anos, para prestar homenagem ao rapaz, cujo desaparecimento foi comunicado pela mãe no dia 22 de fevereiro, e encontrado morto nove dias depois.

Na vigília, que começou pelas 21:00, participaram centenas de pessoas, entre as quais amigos, colegas e pessoas anónimas, que assinaram faixas e deixaram mensagens junto a velas acesas. A iniciativa culminou com a largada de balões brancos ao rio Arade.

O funeral de Rodrigo Lapa realizou-se no sábado de manhã na localidade de Estômbar, no concelho de Lagoa, no qual participaram várias centenas de pessoas.