O ano de 2014 começou de luto para os portugueses. Eusébio, figura maior do desporto, morreu a 5 de janeiro. Um mês e meio depois, o futebol português despedia-se do «padrinho» de Eusébio, Mário Coluna.

Em 2014 perderam-se génios de ouro. O colombiano Gabriel García Márquez, laureado com o Nobel em 1982. Neste ano também morreu Nadine Gordimer, a escritora sul-africana que recebeu aquela medalha de ouro da literatura em 1991. Por cá, também foi o ano da despedida de Vasco Graça Moura, poeta, ensaísta e político.

A História de Portugal ficou ainda sem outros protagonistas. Militares, políticos, religiosos. Da ditadura e da democracia.

Anthímio de Azevedo, Sousa Veloso e Emídio Rangel foram personalidades que marcaram a História da televisão portuguesa e que partiram em 2014.

O mundo do cinema perdeu vários «oscarizados» em 2014: Robin Williams e Philip Seymour Hoffman. E a pessoa mais nova a receber o galardão, Shirley Temple.

A voz rouca de Joe Cocker calou-se para sempre.