Apenas 7% dos alunos do 4º ano de escolaridade que realizaram as provas finais na 2ª fase a Português, como última oportunidade para serem aprovados à disciplina, conseguiram nota positiva, o mesmo acontecendo com 20% dos alunos a Matemática.

De acordo com os dados divulgados esta sexta-feira pelo Ministério da Educação e Ciência (MEC), das 3.189 provas realizadas à disciplina de Português, apenas 223 alunos (7% do total) conseguiu uma nota igual ou superior a 3, ou seja, a classificação positiva necessária para conseguir aprovação à disciplina.

Já a Matemática os resultados foram significativamente melhores, com um quinto dos alunos a conseguir passar de uma situação de chumbo à disciplina para a aprovação. De acordo com os números hoje conhecidos, em 5.296 provas realizadas, 1.076 alunos (20,3% do total) conseguiu nota positiva.

Quanto aos domínios específicos em avaliação, no caso da prova de Português 97% dos alunos revelou dificuldades em Leitura e Escrita, não conseguindo nota positiva. Mais de metade não chegou também ao nível de classificação 3 no que se refere ao Funcionamento da Língua.

A Matemática foi o campo de Geometria e Medida que colocou mais dificuldades, com apenas 17% de notas positivas. Números e Operações obteve resultados semelhantes, com apenas 22% de classificações positivas.

A classificação de nível 2 - a nota negativa mais alta - foi aquela que foi atribuída à maioria dos alunos que realizaram estas provas, tanto no caso de Matemática (65%), como no caso de Português (71%).

No entanto, e apesar de estas serem sobretudo provas de recuperação de alunos, que apenas procuram uma positiva que garanta a aprovação nas disciplinas, houve um aluno a Português que conseguiu nota 5 - a nota positiva mais alta - o mesmo acontecendo a 11 alunos que fizeram o exame de Matemática.

Pela negativa, houve 18 alunos que não conseguiram qualquer ponto de classificação na prova de Português, e oito que registaram o mesmo resultado a Matemática.

Os alunos que este ano não conseguiram aproveitamento letivo puderam ter, depois de conhecidos os resultados das provas finais de Português e Matemática da 1ª fase, um período de apoio de acompanhamento suplementar, mais individualizado, de forma a obter aprovação às disciplinas nos exames da 2ª fase.

A 2ª fase ficou ainda reservada para aqueles alunos que, por motivos justificados, não tenham podido comparecer à 1ª chamada.

O resultado destas provas conta 25% para a nota final dos alunos. As provas realizaram-se em 881 escolas em todo o país.

Para transitarem para o 5º ano de escolaridade, os alunos não podem ter, simultaneamente, negativa a Português e a Matemática. 3.500 crianças realizaram exame às duas disciplinas.

O MEC remeteu para mais tarde a divulgação de indicadores que demonstrem o impacto das provas do 1º ciclo na taxa de retenção dos alunos do 4º ano, noticia a Lusa.