Sete tripulantes de um barco de pesca, que se encontrava ao largo da ilha de São Miguel, foram salvos esta madrugada quando a embarcação estava «à deriva e em risco de encalhar», revelou o Comando da Zona Aérea dos Açores.

Segundo adiantou à Lusa uma fonte do Centro Coordenador de Busca e Salvamento Marítimo de Ponta Delgada (MRCC), o acidente aconteceu «cerca das 00:13 locais» (1:13 em Lisboa), tendo sido acionado um pedido de socorro dando conta de que a embarcação de pesca «Bom Barqueiro», com nove metros de comprimento, se encontrava à deriva e em risco de encalhar, com sete tripulantes a bordo.

Na altura, e segundo um comunicado da Zona Aérea dos Açores, o barco de «nacionalidade portuguesa estava a navegar a cerca de 200 metros da costa, na zona do Nordeste da ilha de S. Miguel, junto à Ponta da Ribeira».

Na operação de salvamento dos sete tripulantes foi empenhada «uma aeronave EH-101 MERLIN, da Esquadra 751 - PUMAS, com uma equipa médica do Centro de Saúde da Base Aérea N.º4 (BA4) a bordo», acrescenta a Força Aérea Portuguesa, indicando ainda que o resgate acabaria por ser realizado pela embarcação «Badejo», que rebocou a «Bom Barqueiro», com os sete tripulantes a bordo, para o Porto da Ribeira Quente, no concelho da Povoação.

De acordo com o Comando da Zona Aérea dos Açores, «a operação de salvamento foi efetuada sob condições meteorológicas adversas, sendo concluída com êxito, culminando no resgate de todos os tripulantes, bem como da própria embarcação» e foram «também empenhados meios marítimos e terrestres da Capitania e da Polícia Marítima de Ponta Delgada».

O Capitão do Porto de Ponta Delgada, Filipe Matos Nogueira, disse à Lusa que as causas do acidente ainda «estão a ser apuradas», mas provavelmente «terá sido uma avaria mecânica», acrescentando que os sete tripulantes «estão todos bem».