"Constataram que a embarcação tinha a bordo 33 refugiados e que navegava em piloto automático após ter sido abandonada por um facilitador, deixando à sua sorte sete crianças, cinco mulheres e 21 homens".


"Os restantes refugiados mantiveram-se no pequeno veleiro que foi depois governado por um dos quatro elementos da PM que se encontrava na patrulha, auxiliado por um segundo membro da equipa. A embarcação dos refugiados foi acompanhada de perto pela embarcação portuguesa até ao porto mais próximo onde todos desembarcaram em segurança."