A Marinha Portuguesa resgatou esta madrugada 14 pescadores da embarcação Segredos do Mar, que naufragou a três milhas de Sesimbra, avançou à Lusa o porta-voz do organismo.

Em declarações à Lusa, Paulo Vicente explicou que o Centro de Coordenação de Busca e salvamento marítimo de Lisboa recebeu o alerta às duas da manha, através do contacto de outra embarcação de pesca, a Jonas David.

Na operação de salvamento estiveram envolvidos o salva-vidas de Setúbal, outras duas embarcações da Policia Marítima, um helicóptero da Força Aérea e uma lancha da Marinha, de acordo com o responsável.

Paulo Vicente sublinhou que o facto de todos os 14 pescadores terem coletes salva-vidas foi “preponderante para serem salvos esta madrugada”.
 

“Estavam bem. A embarcação encalhou junto às pedras. Mas os pescadores tinham envergado os meios de salvamento e acionaram as balsas salva vidas, o que foi preponderante para serem salvos esta madrugada”


Apesar de estarem todos bem, Paulo Vicente adiantou que o mestre da embarcação foi levado para o Hospital de Setúbal num “quadro de ansiedade”, enquanto que os outros foram transportados para Sesimbra, dos quais quatro recusaram qualquer tratamento médico.

Em declarações à Lusa, um dos sócios da empresa de atividades de pesca Margem Dum Sonho, Ricardo Santos, explicou que o barco vinha a navegar para Setúbal, depois de se ter deslocado “quase até à Ericeira à procura de sardinha”.

“Já estavam a regressar com o barco vazio, hoje não conseguiram pescar nada. Tiveram uma avaria no leme e foram parar nas pedras perto do porto de Sesimbra”, avançou, manifestando a sua satisfação pelas operações de salvamento terem corrido bem.