Militares da GNR resgataram na segunda-feira, no mar Egeu, 40 pessoas que viajavam numa embarcação para tentar chegar à Grécia, informou esta terça-feira a corporação.

De acordo com a Lusa, o resgate dos passageiros, entre eles dez menores e nove crianças, ocorreu durante a madrugada próximo da ilha de Chios e todas as pessoas foram transportadas em segurança para terra.

A embarcação, diz a GNR, tinha problemas de navegação, porque o lado esquerdo estava parcialmente esvaziado, e foi encontrada a duas milhas da costa grega, entre a Grécia e a Turquia.

Os militares da GNR, da Unidade de Controlo Costeiro, estão destacados na Grécia no âmbito da missão da Agência Europeia de Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas dos Estados-Membros da União Europeia (FRONTEX).

Na missão na ilha de Chios da operação FRONTEX estão 11 militares da GNR, desde 1 de abril e para ficar até ao fim de agosto.

O objetivo, lembra a GNR no comunicado, é “prevenir, detetar e fazer cessar ilícitos relacionados com a imigração ilegal, o tráfico de seres humanos e o tráfico de droga”.

No ano passado a GNR, numa participação idêntica, detetou mais de três mil imigrantes ilegais e socorreu 1.265 pessoas.

(Foto de arquivo)