A Unidade de Controlo Costeiro da GNR, que está na Grécia no âmbito de uma missão da agência europeia Frontex, resgatou 35 migrantes que se encontravam à deriva numa embarcação de borracha no mar Egeu, indicou esta quarta-feira a corporação.

Em comunicado, a Guarda Nacional Republicana adianta que os 35 migrantes, sete dos quais crianças e dez mulheres, foram resgatados na terça-feira e 21 deles são provenientes do Iraque, 13 da Síria e um da Palestina.

De acordo com a GNR, o resgate ocorreu durante uma ação de patrulhamento marítimo, quando os militares detetado uma embarcação de borracha à deriva, tendo sido necessária uma operação de salvamento a dois homens que tinham caído ao mar.

Depois de os migrantes terem sido resgatados para a embarcação portuguesa em segurança, os militares da UCC da GNR encaminharam-nos para as autoridades da Grécia.

Esta operação da Agência Europeia de Gestão da Cooperação Operacional nas Fronteiras Externas dos Estados-Membros da União Europeia (Frontex) tem como objetivos prevenir, detetar e reprimir ilícitos relacionados com a imigração ilegal, tráfico de seres humanos e outros crimes transfronteiriços, contribuindo fundamentalmente para a salvaguarda de vidas humanas no mar através de missões de busca e salvamento.