As autoridades anunciaram hoje o resgate sábado à noite de dois banhistas que “não conseguiam sair pelos seus próprios meios, devido ao encher da maré”, numa pequena praia, no concelho de Vila Franca do Campo, nos Açores”.

O casal de banhistas, de nacionalidade portuguesa, teria passado a tarde numa pequena praia, próximo da praia da Amora, em São Miguel, concelho de Vila Franca do Campo, na zona de Ponta Garça, "mas devido ao encher da maré e por não existir acesso por terra receavam que não conseguissem sair pelos seus próprios meios", segundo explica um comunicado assinado pelo capitão do Porto de Ponta Delgada e Vila do Porto, José Cruz Martins.

Segundo a autoridade marítima, a Capitania de Ponta Delgada teve de deslocar para o local um salva-vidas por mar e uma equipa da Policia Marítima por terra, apoiados por uma pequena embarcação de um barco de pesca que se encontrava nas proximidades.

Através dessa pequena embarcação foi feito o resgate dos sinistrados das rochas para o barco salva vidas, numa operação que ficou concluída cerca das 23:45 locais de sábado (mais uma hora em Lisboa), segundo a autoridade marítima, acrescentando que se tratou de "uma operação complicada devido às rochas existentes junto da costa e à escuridão do local aquela hora".

"Nenhum dos sinistrados necessitou de cuidados médicos" e foram "conduzidos pelo salva-vidas ao porto de Vila Franca do Campo, onde desembarcaram pelas 00:15" locais horas (mais uma hora em Lisboa), segundo a autoridade marítima.