A história de Fernando e Juan que o Repórter TVI deu a conhecer ao país esta segunda-feira emocionou os portugueses.

Dois homens que vivem debaixo de uma ponte: Fernando, na  idade em que a reforma deveria ser um conforto de uma vida, vive com pouco mais de 100 euros por mês de uma pensão e Juan, cubano que está há dez anos em Portugal. 
  
Não têm água, não têm eletricidade e vivem com a comida e o dinheiro possíveis para enfrentar os dias. São o rosto de todos aqueles que lutam, com o pouco que têm, por uma amanhã melhor.

Vista por mais de um milhão de pessoas, a TVI não ficou indiferente às mensagens deixadas por centenas de espectadores, que fizeram questão de deixar palavras de emoção, de solidariedade e, ao mesmo tempo, de revolta. Por telefone, por email ou através das redes sociais, as reações multiplicaram-se. 

A emoção de Juan e Fernando ao assistirem ao Repórter TVI

No Facebook por exemplo, muitos deixaram criticas às políticas do governo e houve mesmo quem chegasse a afirmar que,  se pudesse, faria tudo para mudar a vida destes homens.




Mais, muitos espectadores uniram-se e criaram um movimento de ajuda no Facebook.

Trata-se de um evento com o nome «Vamos ajudar o senhor Torrezão» e a descrição é clara quanto ao seu objetivo: «Ajuda consequente da reportagem dada na TVI a 16 de Março. Doação de cobertores, comida, etc. para estes senhores viverem melhor e refazerem a vida», lê-se na página.


 

«Um Lar Debaixo da Ponte» é uma reportagem da jornalista Catarina Canelas, com imagem de José Chorão e edição de Miguel Freitas