A União de Sindicatos de Setúbal acusou esta sexta-feira o Governo de «lesar a economia nacional e os portugueses» em cinco milhões de euros, referindo que o Arsenal do Alfeite tem capacidade para efetuar a reparação do submarino «Tridente».

«O recente despacho do ministro da Defesa Nacional, que adjudicou por ajuste direto uma pequena reparação do submarino N.R.P. "Tridente» ao estaleiro da ThyssenKrupp Systems Gmbh (Alemanha), vai «lesar a economia nacional e os portugueses em cinco milhões de euros», refere o documento enviado à agência Lusa.

O comunicado, assinado também pelo Sindicato dos Trabalhadores Civis das Forças Armadas Estabelecimentos Fabris e Empresas de Defesa, explica que existe «capacidade e conhecimento» no Arsenal do Alfeite para efetuar as reparações.

«A estratégia dos sucessivos governos passa por desmantelar o estaleiro, lesar o país, a Marinha Nacional e criar mais desemprego. Repudiamos o presente despacho e relembramos que não é adjudicando obra aos estaleiros alemães, que se reindustrializa o país, que se cria emprego e desenvolve a economia nacional», acrescenta.