Cerca de 1.500 pessoas, 200 carrinhas e dezenas de empilhadores movimentam-se este fim-de-semana, no Banco Alimentar de Lisboa, numa azáfama contínua para receber e armazenar os alimentos que estão a ser recolhidos nas superfícies comerciais da grande Lisboa.

O pátio e o enorme armazém das instalações de Alcântara parecem pequenos para acolher, neste fim-de-semana, uma operação logística digna de qualquer grande empresa de distribuição. A diferença é que todos estão a trabalhar de forma voluntária, respondendo a mais um apelo do Banco Alimentar Contra a Fome.

Esta é a 44.ª campanha de recolha de alimentos dos bancos alimentares, que decorre hoje e domingo, em 1.895 supermercados, com a ajuda de 40 mil voluntários, em 20 regiões do país.