O Banco Alimentar Contra a Fome recolheu 1.921 toneladas de géneros alimentares durante o fim de semana, numa campanha que envolveu 2.015 superfícies comerciais de todo o país e mais de 40 mil voluntários.

A campanha deste fim de semana conseguiu menos 8% dos alimentos recolhidos em maio do ano passado, algo que a presidente da Federação Portuguesa de Bancos Alimentares contra a Fome justifica com o menor fluxo de clientes das lojas “por ter sido um fim de semana de ponte”, devido ao feriado da passada quinta-feira.

Tendo em conta esta condicionante, Isabel Jonet considera os resultados da campanha muito positivos, conforme explicou à agência Lusa.

O volume de alimentos recolhidos foi também inferior ao da campanha de novembro, quando foram doadas 2.270 toneladas.

Os alimentos vão agora ser distribuídos por 2.360 instituições de solidariedade social, abrangendo mais de 436 mil pessoas, de acordo com um comunicado da instituição.

A campanha prolonga-se até 05 de junho através da modalidade “Ajuda Vale”, adaptada a estabelecimentos de menor dimensão, e no portal de doação online www.alimentestaideia.net.

O Banco Alimentar de Lisboa celebra este ano 25 anos de existência, coincidindo com o Ano contra o Desperdício Alimentar, proclamado pela Assembleia da República.