Os cerca de 400 passageiros do paquete Funchal que estavam retidos ao largo do Algarve desde sábado vão começar a sair da embarcação, porque o rebocador oriundo de Setúbal chegou hoje a Portimão, disse fonte oficial.

O rebocador, que saiu hoje pelas 05:00 de Setúbal, chegou ao Algarve pelas 18:10 e o passo seguinte é «atracar no porto de Portimão o paquete Funchal» e transportar em segurança as pessoas para terra, disse à Lusa Sousa Coutinho, dirigente do Oficiaismar, organização sindical que congrega oficiais de Marinha Mercante.

Os passageiros do paquete Funchal que regressavam da passagem de ano na Madeira para Lisboa ficaram retidos entre a baia de Lagos e Portimão desde sábado passado, porque as condições marítimas não permitiram à embarcação seguir para Lisboa e porque não havia um rebocador baseado no Algarve que auxiliasse na manobra do navio no porto de Portimão.

O sindicato OficiaisMar já apelou ao Governo para que a região do Algarve ganhe um rebocador para uma maior segurança marítima.

«A costa algarvia deveria ter sempre baseado em Portimão um rebocador para que estas situações sejam completamente ultrapassadas», defendeu Sousa Coutinho, do OficiaisMar, referindo-se ao facto do paquete Funchal não ter podido atracar no porto de Portimão por falta de um rebocador na região.