O incêndio na Serra do Caramulo, distrito de Viseu, que começou na quarta-feira, está novamente ativo desde as 18:16, depois de ter sido dado como dominado de manhã, mantendo no local 264 operacionais.

De acordo com a informação disponível no site da Autoridade Nacional para a Proteção Civil (ANPC), o incêndio foi dado como controlado às 08:32 de hoje, tendo sido acionado um helicóptero bombardeiro pesado para o local às 14:42.

Horas depois, pelas 18:16, a proteção civil dava conta do reacendimento deste incêndio com duas frentes ativas. Para o combate às chamas foram acionados dois helicópteros bombardeiros pesados e uma equipa do posto de comando operacional distrital de Leiria.

Posteriormente, pelas 18:20, foram encaminhados para o local uma equipa do Grupo de Análise e Uso do Fogo (GAUF), bem como um grupo de reforço para combate a incêndios florestais de Coimbra.

Neste momento, estão no local 264 operacionais, entre 250 bombeiros, auxiliados por 62 veículos.

Para além dos 264 operacionais que combatem as chamas na Serra do Caramulo, 1.188 bombeiros continuam o ataque aos fogos que de norte a sul consomem mato e florestas, bem como casas e bens.

Segundo a informação disponível da Proteção Civil, existem treze incêndios ativos e dois dominados, sendo os dominados os incêndios na Serra de São Miguel, concelho de Nisa, distrito de Portalegre, e o de Vale Égua/Jou, concelho de Murça, distrito de Vila Real.

Para além da Serra do Caramulo, a maior concentração de meios está, às 19:20, no incêndio que lavra na Várzea da Serra, concelho de Tarouca, distrito de Viseu, onde estão 226 operacionais e 60 veículos, entre os quais um helicóptero bombardeiro, um helicóptero e dois aviões bombardeiros.

O incêndio começou na quinta-feira e mantém-se ativo com duas frentes.

Em Vila Pouca de Aguiar, distrito de Vila Real, o incêndio tem três frentes ativas e concentra no local 152 operacionais e 45 veículos.

Em Loures, distrito de Lisboa, as chamas começaram pelas 13:58 e às 18:40 tinha duas frentes ativas e 169 bombeiros no combate às chamas, com recurso a 48 veículos operacionais.

Mais a norte, novamente no distrito de Vila Real, cinco incêndios, em Boticas, Chaves, Valpaços e Montalegre, deflagraram hoje. No combate às chamas estão 105 bombeiros.

Na Covilhã, distrito de Castelo Branco, 179 bombeiros enfrentam as chamas, que exigiram também a intervenção de dois helicópteros de ataque inicial e um helicóptero bombardeiro.

Em Vale da Serra, concelho de Torres Novas e distrito de Santarém, 127 operacionais, entre os quais 118 bombeiros, combatem um incêndio que começou às 16:51 e tem atualmente duas frentes ativas. Para este combate foi igualmente acionado um helicóptero de ataque inicial e 33 veículos operacionais.

Em Vinhais, distrito de Bragança, continuam 48 bombeiros a combater um fogo em mato com duas frentes, enquanto em Vouzela, Viseu, estão 43 bombeiros no combate às chamas.