A Polícia Judiciária deteve cinco homens, com idades compreendidas entre os 25 e os 28 anos, suspeitos da prática de sequestro agravado, ofensa à integridade física qualificada, roubo e ameaças agravadas, informou a PJ.

A investigação começou na sequência de um sequestro a uma vítima que foi atraída para um local sob falso pretexto, tendo sido depois violentamente agredida, espoliada dos seus bens, fechada e transportada na bagageira de uma viatura antes de ser abandonada num local ermo, refere um comunicado da PJ.

Segundo o documento, as detenções foram efetuadas pela Unidade Nacional Contra Terrorismo (UNCT), no âmbito de um inquérito dirigido pelo Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Loures.

Segundo a PJ, os detidos agrediram e roubaram uma outra pessoa, amiga do sequestrado, que o tinha acompanhado até ao local onde foi colocado dentro do porta-bagagens de um carro.

A PJ acrescenta que os atos terão sido praticados por “mera vingança pessoal”.

Os detidos vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação.