Sete pessoas receberam este sábado assistência médica após uma reação química ocorrida na casa das máquinas da piscina de Oeiras, o que levou ao encerramento do local, disse à Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Lisboa.

Segundo a mesma fonte, a reação química produziu-se num recipiente colocado na casa das máquinas da piscina oceânica de Oeiras, junto à praia da Torre, tendo sete pessoas «sentindo-se mal» ao respirarem o gás entretanto libertado. Um dos produtos é hipoclorito (desinfetante), desconhecendo-se ainda qual terá sido a outra substância a provocar a reação.

A piscina de Oeiras encontrava-se às 11:10 encerrada ao público, tendo as autoridades fechado ainda parte do passeio marítimo.

No local estiveram os Bombeiros de Oeiras, Paço de Arcos e Carcavelos e uma viatura médica do INEM.