Os distritos de Vila Real, Bragança e Guarda estão, nesta segunda-feira, sob aviso laranja devido à queda de neve, encontrando-se o resto do país a amarelo devido ao vento forte, chuva e agitação marítima, segundo o IPMA.

De acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera, estes três distritos vão estar sob aviso laranja até às 12:00 de hoje devido à previsão de queda de neve acima de 800/1000 metros.

O IPMA colocou também os 18 distritos de Portugal continental sob aviso amarelo devido à previsão períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes e de granizo, condições favoráveis a ocorrência de trovoada até às 12:00 de hoje.

Estão também sob aviso amarelo devido ao vento forte com rajadas até 90 quilómetros por hora até às 21:00 de hoje.

O IPMA emitiu também aviso amarelo para toda a costa portuguesa por causa da agitação marítima, prevendo-se ondas de sudoeste com 4 a 5 metros até ao final do dia de hoje.

Também a Madeira está sob aviso amarelo até às 12:00 de hoje devido à agitação marítima com ondas de oeste/noroeste com 04 a 4,5 metros, devido à chuva ou aguaceiros, por vezes fortes, e vento forte com rajadas até 70/80 quilómetros por hora, sendo de 100 quilómetros por hora nas terras altas.

O aviso laranja, o segundo mais grave de uma escala de quatro, indica uma situação meteorológica de risco moderado a elevado. O aviso amarelo é emitido sempre que há situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O IPMA prevê para hoje no continente céu geralmente muito nublado, períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes, diminuindo de frequência na região Sul a partir do meio da tarde e condições favoráveis à ocorrência de trovoada e queda de granizo, em especial até meio da tarde.

Está também prevista queda de neve acima de 1000/1200 metros na região Centro, sendo acima de 800/1000 metros na região Norte.

A previsão aponta ainda para vento moderado a forte do quadrante oeste, com rajadas até 90 quilómetros por hora em especial nas regiões Centro e Sul, tornando-se fraco a moderado a partir do final da tarde.

Nas terras altas, prevê-se vento forte do quadrante oeste, com rajadas até 100 quilómetros por hora até final da tarde.

O IPMA prevê ainda pequena subida da temperatura mínima nas regiões Norte e Centro e pequena descida da máxima.

Na Madeira, prevê-se céu geralmente muito nublado, períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes até ao início da manhã, vento moderado a forte do quadrante oeste, com rajadas até 80 quilómetros por hora até ao início da manhã, sendo forte a muito forte até 100 quilómetros por hora e pequena subida de temperatura.

No continente, as temperaturas mínimas vão oscilar entre 1 grau (na Guarda) e 11 (em Lisboa e em Faro) e as máximas entre os 0 graus Celsius (na Guarda) e os 17 (em Faro).

Na Madeira, as temperaturas vão variar no Funchal entre os 17 e 21 graus.

Escolas fechadas em Montalegre

As escolas de Montalegre estão hoje fechadas devido à queda de neve que se verificou esta manhã, deixando em casa cerca de 700 alunos, disse fonte da Proteção Civil Municipal.

David Teixeira, vereador da Proteção Civil de Montalegre, disse que começou a nevar cerca das 06:00 e que, desde então, os meios da autarquia e dos bombeiros estão espalhados pelo terreno a limpar as vias e a espalhar sal para que todas as estradas fiquem transitáveis.

O concelho dispõe de vários de veículos dos bombeiros e câmara preparados para limpar a neve das estradas e também, se necessário, espalhar sal.

Quando é necessário, o município contratualiza ainda com particulares a utilização de tratores, também com equipamento adaptado, que vão para as estradas ajudar nas operações de limpeza.

E, devido à neve, hoje não há atividades letivas nos estabelecimentos de ensino do Agrupamento de Escolas Doutor Bento da Cruz, em Montalegre.

Uma situação que, segundo David Teixeira, deixa em casa cerca de 700 alunos do centro escolar (primeiro ciclo e pré-escolar) e escola básica e secundária Doutor Bento da Cruz.

Em menos de uma semana este é o segundo nevão que cai sobre Montalegre e que afeta as atividades letivas. Na quarta-feira os estudantes também ficaram sem aulas.

A neve e as paisagens pintadas de brancas são, no entanto, uma atração turística que leva muitos visitantes a este concelho do Norte do distrito de Vila Real.

14 barras fechadas

Catorze barras do Continente estão hoje fechadas a toda a navegação e outras cinco estão condicionadas devido à agitação marítima forte, de acordo com a Marinha Portuguesa.

Segundo a Marinha, as barras marítimas de Caminha, Vila Praia de Âncora, Esposende, Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Douro, São Martinho do Porto, Ericeira, Alvor, Albufeira, Faro, Olhão, Tavira e Vila Real de Santo António estão fechadas à navegação.

As barras de Aveiro e da Figueira da Foz estão fechadas a embarcações de calado superior a 35 metros e a de Viana do Castelo a embarcações com 30 metros.

A Marinha indica ainda que as barras de Sesimbra e Setúbal estão fechadas a embarcações com calado inferior a 11 metros.

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje na costa ocidental ondas de sudoeste com 3,5 a 4,5 metros, aumentando para 4,5 a 5 metros a sul do Cabo Mondego e passando a ondas oeste/noroeste no final do dia.

Na costa sul prevê-se ondas de sudoeste com 2,5 a 3,5 metros, diminuindo para 1,5 a 2,5 metros no final do dia.