Um grupo de cerca de 30 manifestantes juntou-se hoje em Lisboa «em defesa» da política de austeridade, numa iniciativa irónica, cujo objetivo afinal foi promover o protesto do próximo sábado contra a «troika».

Uma manifestação foi convocada nas redes sociais para hoje por um grupo de cidadãos que se dizia reconhecido por tudo o que a «troika de assistência financeira está a fazer por Portugal, marcando um percurso entre a Praça dos restauradores e o Centro Jean Monnet, onde seria realizada uma conferência de imprensa.

«Esta foi uma forma original de apelar a todos os portugueses para que participem na manifestação de sábado», afirmou aos jornalistas Lúcia Gomes, que participou no protesto e integra o movimento «Que se Lixe a Troika!».

A manifestante disse que esta foi a forma de o movimento que promove o protesto de sábado ultrapassar o «bloqueio» que considera que tem existido com a falta de divulgação da manifestação «em todos os órgão de comunicação social».

Para sábado, está agendada uma manifestação contra as medidas de austeridade em várias cidades do país, que em Lisboa se fará do Rossio para São Bento, frente ao parlamento.