Notícia atualizada às 23:25

Uma intoxicação num call center da Portugal Telecom, em Beja, deixou 17 pessoas indispostas, este sábado. Os trabalhadores tiveram, por isso, de ser reencaminhadas para o hospital.

Segundo o que a TVI24 conseguiu apurar, em causa estão pessoas entre os 22 e 43 anos. Foram sete homens e 10 mulheres. Fonte da PSP adiantou que o alerta foi dado por volta das 17:00.  Por volta das 22:30, todos tiveram alta clínica.

O que motivou a intoxicação foi «uma desinfestação que acabou por correr mal» nas instalações do centro de atendimento telefónico, que foi realizada na noite de sexta-feira.  Entretanto, à Lusa, fonte hospitalar indicou que os funcionários apresentavam «em diferentes graus sintomas respiratórios, náuseas e vómitos, revertidos com a terapêutica instituída». «Esta sintomatologia iniciou-se, alegadamente, após contacto com produto utilizado em desinfestação efetuada durante a noite de sexta-feira no seu local de trabalho, o edifício da PT em Beja».

A responsável do gabinete de comunicação da Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo, Graça Fortunas, adiantou que «o produto em causa foi identificado e foram cumpridos, pelo hospital, os trâmites habituais nestas situações». «Foram transmitidas as medidas preventivas aos restantes trabalhadores da instituição em causa».

As vítimas do incidente «encontram-se bem e não estão em perigo». «As pessoas vão ter alta logo que o seu quadro clínico o permita, o que se prevê acontecer nas próximas horas». «Não se verifica situação de alarme público», assegurou..
.
Foram mobilizados para o local 10 operacionais dos Bombeiros Voluntários de Beja, apoiados por quatro viaturas, elementos da PSP e da Autoridade para as Condições de Trabalho (ACT).