A PSP do Porto informou esta quinta-feira que apreendeu na quarta-feira, em Fafe, material de 30 viaturas furtadas em França e Portugal, revelando ainda que deteve três homens numa sucata quando estavam a desmantelar uma viatura furtada em Matosinhos.

Fonte ligada à investigação do caso explicou à agência Lusa que, através de mecanismos de cooperação internacional, como o sistema de informação Schengen (base de dados), foi possível confirmar que a grande maioria do material apreendido - motores, centralinas, volantes, jantes, óticas, autorrádios - pertence a carros furtados em França.

«O objetivo era fazer circular as peças num circuito paralelo de venda», explicou à Lusa o comandante da Divisão de Investigação Criminal (DIC), Rui Mendes, referindo que os três homens associados ao esquema não ofereceram resistência na altura da detenção.

As detenções ocorreram durante a realização de uma busca não domiciliária a uma sucata em Fafe na quarta-feira, altura em que os três indivíduos «se encontravam a desmantelar uma viatura furtada dois dias antes em Matosinhos», acrescentou.

Os três detidos têm idades compreendidas entre os 35 e os 45 anos, sendo um deles o empresário e os outros dois são funcionários da sucata.

A investigação, que ainda vai continuar, segundo o comandante Rui Mendes, visou a «identificação e detencão dos autores dos ilícitos em foco, apreensão de meios de prova (…) e recuperação de artigos e viaturas em território nacional e em França».

A operação de combate à prática dos crimes de furto de viaturas para posterior desmantelamento em peças e venda em mercado paralelo contou ainda com a colaboração da Brigada de Proteção Ambiental da PSP, que detetou a prática de ilícitos de natureza ambiental, de onde resultaram autos de notícia num «montante superior a 100 mil euros», lê-se num comunicado enviado à comunicação social.

Além das três detenções por furto e desmantelamento de veículos, a PSP do Porto procedeu a mais 19 detenções entre as 07:00 de quarta-feira e as 07:00 de hoje: sete por mandado, quatro por condução sob efeito de álcool, duas por posse de arma proibida, duas por condução de veículo sem habilitação legal, outras duas detenções por furto no interior de estabelecimento comercial, uma por desobediência e outra por furto no interior de carro.