Dois ex-alunos barricaram-se, esta terça-feira à tarde, dentro das instalações da Universidade Fernando Pessoa, no Porto, exigindo ser recebidos pela Direção do estabelecimento de ensino, apurou a TVI. Os dois homens queriam um certificado de habilitações que não lhes foi fornecido, revelou entretanto aos jornalistas a subcomissária da PSP do Porto. Os dois foram depois levados pela polícia e cabe agora ao Ministério Público decidir que medidas lhes serão aplicadas. Nenhum dos barricados estava armado nem foram feitos reféns. A escola teve de ser evacuada.

A PSP do Porto divulgou, esta terça-feira, ter sido chamada à Universidade Fernando Pessoa ao início da tarde. O alerta foi dado cerca das 15:53. Os agentes da PSP iniciaram um diálogo com os dois indivíduos e, cerca das 18:30, a situação foi dada como resolvida.

A escola foi evacuada por precaução e vários alunos mantiveram-se na expetativa, junto aos portões da universidade, enquanto durou a situação de crise.

"A PSP informa que hoje, dia 19 de abril, pelas 15:53, foi solicitado através do 112 apoio desta polícia pela Universidade Fernando Pessoa, por haver notícia de que dois indivíduos do sexo masculino se encontravam fechados numa sala", afirmou no local a subcomissária Sílvia Caçador.

Numa declaração sem direito a perguntas, a responsável explicou que depois do alerta "foram acionados meios para o local, tendo-se confirmado a situação, não havendo armas envolvidas ou qualquer refém".

A responsável acrescentou que "foi iniciado o diálogo, tendo sido possível demovê-los das suas intenções pelas 18:30, não se registando quaisquer incidentes".

De acordo com a PSP, os dois "indivíduos foram conduzidos ao departamento policial para identificação e para elaboração do respetivo expediente, que será encaminhado para entidades competentes".

A PSP do Porto evacuou esta terça-feira o edifício de pós-graduações da Universidade Fernando Pessoa depois de dois homens se terem barricado numa casa de banho do estabelecimento de ensino.

Um aparato policial que envolveu dezenas de agentes, incluindo do Corpo de Intervenção e pelo menos seis veículos, chegou a cortar o trânsito nas duas vias de acesso à entrada da Fernando Pessoa, frente ao jardim da Arca d'Água.

Pelas 19:30, e constatou a Lusa no local, a circulação já tinha sido retomada.

O presidente da Associação de Estudantes da Fernando Pessoa, Filipe Portela, disse à Lusa que até às 17:30 as aulas decorriam normalmente, tendo a PSP isolado na ocasião a entrada para o edifício das pós-graduações.