O Ministério Público (MP) acusou três agentes da Polícia de Segurança Pública de agredirem um homem nas instalações do Tribunal da Amadora, indicou a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL).

No essencial, ficou suficientemente indiciado que os factos ocorreram quando os arguidos, nos dias 13 e 14 de março de 2017, designadamente no interior das instalações do Tribunal da Amadora/Comarca de Lisboa Oeste, junto à sala das testemunhas e dos advogados, se cruzaram com o ofendido”, refere uma nota publicada na página da internet da PGDL.

Os três polícias, que se encontram sujeitos à medida de coação de termo de identidade e residência, estão acusados de ofensa à integridade física qualificada, de falsificação e de denúncia caluniosa.

O inquérito foi dirigido pelo MP do Departamento de Investigação e Ação Penal da Amadora/Comarca de Lisboa Oeste, que pediu julgamento em tribunal singular.