A Polícia de Segurança Pública deteve três homens nas últimas horas, com crimes relacionados com automóveis. Trata-se de um taxista, acusado do crime de especulação, de um homem que conduzia uma viatura sem a habilitação legal necessária, e um outro acusado de furto no interior de viaturas.

O motorista do táxi é suspeito da prática de crime de especulação, por transportar um passageiro numa tarifa superior à devida.

«A viatura utilizada para a prática deste crime foi apreendida e o detido foi presente aos Juízos de Pequena Instância Criminal de Lisboa para julgamento em processo sumário», avançou a Polícia de Segurança Pública.

Segundo a PSP o motorista do táxi não respeitou a tabela de preços, tendo cobrado « um valor superior ao legalmente estabelecido».

A detenção teve lugar no Largo das Fontainhas, em Lisboa, numa viagem do Hospital da Luz, em Benfica, um trajeto ao qual deveria ser aplicada a tarifa urbana, 1, mas ao qual foi atribuído « o taxímetro em tarifa 3».

A PSP adiantou ainda que «tem realizado um esforço constante no combate a este tipo de crime», e aconselha todos os passageiros a «só pagarem a importância pelo serviço que marca o taxímetro e no ato do pagamento a exigirem sempre fatura».

 
Já os restantes acusados, tanto o que conduzia ilegalmente, como o que furtou uma viatura, foram detidos na freguesia da Estrela, em Lisboa. Tem 25 e 41 anos, respetivamente, e serão presentes a tribunal pelas 13:30 da próxima segunda-feira, para serem sujeitos ao primeiro interrogatório judicial e «eventual aplicação de medida de coação ou de garantia de julgamento em processo sumário».

«Por ser do seu conhecimento de que o mesmo tem por hábito efetuar a condução sem habilitação legal», a abordagem do agente da PSP, que passava pelo local e agiu apesar de não estar de serviço, «prendeu-se com o facto de o suspeito, à data da sua última fiscalização, ser portador de arma ilegal», lê-se em comunicado.


O comunicado refere ainda que é a sétima vez este ano que o homem é detido « em flagrante delito», sendo já a oitava detenção pela prática do mesmo crime.

«É a terceira vez em 60 dias que o indivíduo foi detido em flagrante delito por esta prática», refere um comunicado da PSP, que acrescenta que o detido tem « especial apetência» para o arrombamento de viaturas de uma marca e modelo específico, sem precisar qual.

A PSP avançou ainda que o suspeito detido autorizou uma busca domiciliária à sua residência, tendo encontrado e apreendido vários objetos « provenientes de furtos anteriores», entre os quais óculos de sol e uma carteira.