Quatro homens foram detidos na terça-feira, em Setúbal, por suspeita de dezenas de roubos e furtos qualificados em todo o território nacional, informou hoje a PSP.

A investigação que levou à detenção dos quatro homens, com idades entre os 51 e os 71 anos, já decorria há um ano na Divisão Policial de Loures, realçou o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, numa nota.

«Os suspeitos planeavam antecipadamente o local dos ilícitos, bem como o tipo de vítimas, estudando os seus movimentos», explicou a PSP.

Os homens cometiam os roubos ou furtos «normalmente entre as 11:00 e as 14:00» e, enquanto as vítimas «paravam em certo local» para almoçar, «os suspeitos aproveitavam para subtrair vários bens que deixassem dentro da sua viatura, abandonando de imediato o local do ilícito», explicou a PSP.

Na sequência das detenções, as autoridades realizaram quatro buscas domiciliárias em Oeiras, Fernão Ferro, Benavente e Almada, recuperando diversos bens que suspeitam serem provenientes dos roubos.

Entre os bens recuperados estão um barco de recreio, duas viaturas, moedas de coleção, relógios, material de cosmética, material de construção civil, produtos de higiene pessoal, material automóvel e informático, várias caixas de brinquedos, artigos de desporto, tabaco, café, eletrodomésticos, máquinas fotográficas, aparelhos médicos, várias garrafas de bebidas, calçado, artigos em ouro e cerca de 6.000 euros.

Foram ainda confiscados uma caçadeira, uma pistola, uma pressão de ar e um revólver, além de centenas de munições de vários calibres, um berbequim, uma rebarbadora, várias gazuas e um engenho mecânico para estroncamento de fechaduras das viaturas.

Os detidos, já com antecedentes criminais por crimes contra o património, serão presentes na quinta-feira no Tribunal da Comarca de Lisboa Norte – Núcleo de Loures, para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação.