Seis pessoas foram detidas por estarem envolvidas numa simulação de rapto, através de uma empresa de diversão, na zona dos Restauradores, em Lisboa, anunciou a PSP.

De acordo com o Comando Metropolitano de Lisboa da PSP, três homens e três mulheres com idades entre os 27 e os 40 anos foram detidos no domingo depois de várias pessoas terem ligado para a polícia a alertar para a ocorrência de um rapto em plena via pública.

Segundo a PSP, duas inglesas que pretendiam celebrar o quadragésimo aniversário organizaram uma viagem a Portugal juntamente com nove amigas e contactaram uma empresa de diversão para simular um sequestro na via pública.

No domingo, pela 15:30, uma carrinha parou junto à Praça dos Restauradores e dois homens, um deles encapuzado, saíram da viatura e agarraram em duas das turistas, obrigando-as a entrar no veículo, que seria conduzido por um terceiro elemento.

Segundo a PSP, esta encenação contou ainda com a participação da gerente da empresa, que gravou os acontecimentos.

Fonte policial disse à agência Lusa que a simulação do sequestro «provocou alarme social e assustou várias pessoas que se encontravam no local», tendo várias delas denunciado o caso às autoridades policiais.

A PSP acionou vários meios para o local e conseguiu intercetar a viatura e os suspeitos do rapto, tendo apreendido quer a viatura quer a câmara de filmar.

Os suspeitos, quatro portugueses e duas mulheres inglesas, vão hoje ser presentes a tribunal para primeiro interrogatório judicial.