A PSP prendeu uma mulher de 34 anos suspeita de furtar o cartão de débito de uma idosa, no lar em que trabalhava, com o qual terá movimentado mais de oito mil euros, foi hoje divulgado.

A mulher foi detida por furto qualificado no cumprimento de um mandado de detenção, na sequência de várias diligências que a ligaram à vítima, uma mulher de 87 anos internada num lar de idosos, a quem terá furtado o cartão multibanco e o respetivo código.

A vítima, após ter sofrido uma queda e de ter sido sujeita a uma intervenção cirúrgica, «necessitou de ser acompanhada diariamente, tendo sido acolhida num lar de idosos», indica a PSP, em comunicado,

Passados seis dias após o roubo, a idosa foi contactada pela gerente da dependência bancária onde tinha conta, que a questionou sobre a razão de estar a fazer tantos gastos, com compras, transferências bancárias e levantamentos.

«Apercebeu-se nessa altura que o seu cartão, bem como o respetivo código PIN, fora retirado, contra a sua vontade, do interior da sua mala pessoal», relata a PSP, num comunicado enviado à agência Lusa.

Quando foi intercetada, a suspeita tinha na sua posse outro cartão de débito de outro utente do lar, já falecido.

«Na sua residência foi possível apreender vários artigos de ourivesaria, perfumes, calçado, vestuário e relógios, no valor de milhares de euros», segundo a polícia.

Depois de ouvida em tribunal, a detida ficou sujeita à medida de coação de apresentações semanais na esquadra da sua área de residência.