A PSP deteve 3.871 pessoas, das quais 1.332 por condução com excesso de álcool, durante os três meses da operação "Verão Seguro 2015”, que terminou na terça-feira, divulgou esta sexta-feira aquela força de segurança pública.

Num comunicado para divulgar os resultados da operação “Verão Seguro 2015”, que se realizou entre 15 de junho e 15 de setembro, a PSP indica que, além dos 1.332 detidos por condução com excesso de álcool, deteve também 469 pessoas por tráfico de droga e 313 por furto ou roubo.

De acordo com os dados, foram também apreendidas 1.110 armas (119 das quais de fogo), 310 mil doses de diferentes tipos de droga, no valor de cerca de meio milhão de euros, 545 viaturas e 52 quilogramas de explosivos.

A PSP informa que levou a cabo 6.500 ações de fiscalização, das quais 800 por incumprimento das regras nos estabelecimentos, nomeadamente incumprimento de horários, falta de livro de reclamações e infrações de segurança privada.

Na área do controlo rodoviário, a PSP detetou "mais de 72 mil infrações", sobretudo condução sob influência do álcool (48.467), excesso de velocidade (17.131) e uso indevido de telemóvel no exercício da condução (2.238).

Apesar dos números, a PSP afirma que os dados “são extremamente positivos”, tendo-se conseguido atingir os objetivos: diminuição da criminalidade geral em 8%.

Na área da sinistralidade rodoviária foram registados, durante a operação, 13.074 acidentes, mais 530 do que na operação de 2014 (12.544), dos quais resultaram 11 vítimas mortais, menos quatro do que em igual período do ano passado (15).

Segundo a Polícia de Segurança Pública, nos últimos três meses foram registados 2.216 feridos graves, mais quatro do que no ano passado (2.012) e 4.007 feridos ligeiros (3.944 em período homólogo).

Durante as férias de verão, a PSP vigiou mais de quatro mil residências, cujos proprietários pediram este serviço gratuito de vigilância durante a sua ausência no âmbito do Programa Chave Direta, e não registou qualquer assalto.

Em comunicado, a PSP adianta que o “Programa Estou Aqui”, que consiste na distribuição de pulseiras gratuitas para ajudar os pais e educadores a localizarem menores perdidos durante o verão, abrangeu cerca de 50.000 crianças até aos nove anos.

A PSP informa ainda que vai manter a entrega gratuita de pulseiras até ao dia 30 de setembro. A base de dados vai manter-se ativa até ao final do ano para todos os pais que pretendem ficar com a pulseira.